Husky Siberiano adulto

Quer ter um Husky Siberiano, saiba o que é necessário!

Especialistas de clínica veterinária contam tudo o que você precisa saber sobre o cão Husky Siberiano.

Raça husky siberiano
Raça de cachorro: Husky Siberiano

O Husky Siberiano tem uma trajetória emociante na Sibéria. Há milhares de anos, os trenós da comunidade Chucki, na Sibéria asiática, eram conduzidos por lindos cães, fortes e cheios de energia, capazes de suportar o frio extremo da região para tracionar cargas pesadas. Ao final do século XVIII, esta raça migrou da sua região de origem, passando a habitar diversos locais do mundo.

Como se pode perceber, essa raça possui muita força, energia e estrutura muscular invejável. Não é à toa que esta raça foi eleita para puxar os trenós dos moradores da Sibéria. A estatura de um Husky siberiano varia entre 50 cm e 60 cm, chegam a pesar entre 25 kg e 27 kg e a expectativa de vida pode chegar aos 15 anos.

Por ser uma raça típica de lugares muito frios, o  Husky Siberiano possui duas camadas de pelo para conseguir sobreviver a temperaturas extremas, entretanto conseguem sobreviver tranquilamente em locais com a temperatura mais elevada, desde que tomados os devidos cuidados.

Filhote de Husky Siberiano
Raça de cachorro: Filhote de Husky Siberiano

Esta raça chama atenção pelas cores dos olhos (que costumam ser verdes, azuis, amarelos ou castanhos) que causa um belo contraste com a cor da  pelagem que pode ser totalmente branca ou em combinação de branco e cinza, branco e cobre, branco e preto ou branco e marrom. Outra característica física muito marcante são suas orelhas, sempre apontadas para cima.

Apesar da sua força, o Husky Siberiano é amigável, cheio de energia e por isso adora brincar. São espertos, atentos, carinhosos e ótimos companheiros para crianças a partir dos 4 anos de idade.  Podem conviver tranquilamente com cães de outras raças, mas ao sentirem ameaçados, podem lutar ferozmente. Lembre-se que se trata de uma raça com músculos desenvolvidos.

É um cão que necessita de bastante espaço para correr e gastar energia. Casas sem quintal e apartamentos pequenos não são boas opções para acolher um Husky Siberiano, pois a falta de espaço pode deixar este animal bastante estressado. Não é raro aqui na clínica veterinária que os donos de cachorros desta raça tragam seus cãe com sintomas de estresse.

Como cuidar de Husky Siberiano no Brasil

Cão Husky Siberiano
Raça de cachorro: Cão Husky Siberiano

Um Husky pode viver tranquilamente em países com o clima quente, como o Brasil. Entretanto, no verão ou em dias mais quentes, é necessário tomar alguns cuidados para quem o animal não sofra. Manter água fresca sempre à disposição e colocar o pet em um lugar fresquinho e longe do sol já ajuda bastante.

Na clínica veterinária, os Husky Siberianos passam por uma avaliação para verificar o tipo de rotina que levam para que a melhor dieta seja indicada. Em grande parte dos casos, indica-se muita proteína e gordura, principalmente se o cachorro viver em locais onde pode queimar energia, como casas espaçosas e sítios. Se não tiver como queimar energia, o cão pode adquirir obesidade.

Apesar de serem cães muito bonitos e dóceis, possuem a alma aventureira, podendo fugir com facilidade das casas. Por isso, deve-se manter  vigilância constante com estes animais. Os Huskys também não são os melhores alunos de adestramentos. Eles até que aprendem com facilidade, porém não assimilam o adestramento como outras raças.

Uma doença comum em Husky Siberianos é o glaucoma congênito, uma doença hereditária que afeta a retina e desgasta o nervo optico. Por se tratar de uma doença hereditária, é importante que se conheça a procedência do animal para entender se o pet tem tendência a desenvolver o glaucoma. Ainda assim, a consulta periódica na clínica veterinária é importante para o disgnóstico e tratamento.

Cães Huskys Siberianos
Raça de cachorro: Cães Huskys Siberianos

Outra doença comum em Husky Siberiano na América do Sul é a erlichiose monocítica canina. Uma doença causada por vírus, cuja transmissão é feita por meio do carrapato. Deve-se manter a higiene adequada para evitar esta doença, geralmente transmitida por conta do pelo grande e volumoso do Husky Siberiano.

Quem adota um Husky geralmente se apaixona pela raça, principalmente se o animal participar da rotina da casa. Os cuidados com a higiene do Husky são os básicos, apesar da pelagem longa do animal e de alguns cuidados para manter o animal refrescado e protegido do sol em dias quentes.

No votes yet.
Please wait...

Leave a Reply